Doar a Dor

Dilacerar as portas da alma

Sangrar e lacrimejar

Sofrer e esquecer

Os esqueletos pecadores

As lactentes dores

No murmúrio do anoitecer

O prazer, na parede escrever

Um grito sussurrar

E não, não morrer já

Só desaparecer,

Quando por mim toda a dor

Que tiver se doar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Comments (

0

)