Vou!

Vou ser levado pelo vento…
vou junto com o Outono,
vou numa valsa com as folhas secas numa lágrima gelada.
Vou solto, livre para levitar…
vou congelando no passado,
vou passeando nesta vida fria.
Vou desenterrando memórias…
vou sendo eu uma vez mais, as palavras que escrevo,
vou!