Deseleixado

Lisonjeando, misturando, matutando

vou averiguando…

Um ponto secreto,

Um mistério incompleto,

Um mundo repleto,

de guerra, de paz,

de amor e ódio,

de frio e calor

e de dor…

Muita é essa dor

que nos atormenta,

nos detrói,

os momentos fugazes

que da eternidade fazem de nós seres sensíveis…

desleixados, fechados e aniquilados:
ao medo, á indiferença e á eterna dor.