Poema Solto

Desejoso o momento…
Que invade o espírito;
Surge desavergonhado,

Na silenciosa noite
De Outono…

O poeta declama
Surdo…
O poema que mudará o mundo.

Suavemente as palavras
Atingiam os ouvidos…

A sonoridade destas era especial
Suavam a alegria, determinação e esforço…Sentimentos que se adequavam a tal.