Palavras vindas do interior…

Nos amamos,

Nos gozamos

Nos matamos…

Somos tudo,

Somos nada!

Vivemos aprisionados

numa prisão chamada vida…

Sou gozado,

Sou odiado,

Sou elogiado…

Sou escorraçado por qualquer um…

Sofro incessantemente

Pela sensatez

de gentilmente

acusar quem fez!

Juro que jurei

a felicidade para mim…

mas certamente me enganei

pelo simples facto de…

esta não querer nada de mim…