sonhos furtados

descreva por palavras

o que pretenda ouvir

encolha os ombros

sem sombra de dúvida

para ninguém saber o que está a sentir

Eu estou descalço à beira da estrada. Sem fazer nada.

Imóvel num retiro sucinto. Se não digo mais,

É porque não sinto que deva.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Comments (

0

)