Extático isostático

Conteúdo programático
Que te conduz a um desvio latente
Da rota traçada a tracejado
Porque repetes os temas e os semas
E não sabes mascarar a tua astúcia
Para destituir poemas, diluis em paradas sucessivas
As peças que colhes ao vazio. E nem te ocorre
Que as podes devolver ao fundo do desvio
Varias uma e outra vez. Nozes pétalas
E ombros encolhidos em porquês
Escritos em bom português avariado
Como as doenças que desdobras
em apólices e licenças sem vencimento
livros de cordel sublinhados
a destacado.