Não te deixes apaixonar pelo poema

Tua voz é melodia

Peço-te que atendas o telefonema

Os nossos corpos em sintonia

Crava-me no teu casaco como emblema

Desperta em mim a adormecida ironia

Capturo a tua alma amena

Caso-te com a poesia

Deixas a acção para o cinema

Acordamos juntos noutro dia

Pois desfizemos o esquema

Ouvimos a casa vazia

Mergulhamos num perfeito dilema

A paixão é a nossa poesia

O amor, nosso poema.