Dor de Amar

Gulodices, desperdícios,
aterro, descolo,
despenho-me em precipícios

Congelo os dissabores,
envio cartas aos meus amores,
simplifico as tendências,

Parto para o mar,
onde com o olhar
revisito as tuas ausências,

Dou de caras,
com as medicinas que saras,
a dor que tenho de te amar.