Suspenso num Sonho

Já no limiar da angustia;
Agarro-me ás memórias que habitam em mim,
de algo que prevalece escondido, suspenso no pensamento vulgar.
Suspenso no culminar do meu ser!
Disponho de imaginação para suspirar um poema…
e sem querer enlouquecer a tua alma…
Ganho vontade para te ouvir dizer…
algo que não sei descrever…
Faço figas para não te ver derretida…
na ilha da paixão…agarrada ao meu coração,
mas presa á minha alma.
Peço-te…
que partas comigo…para onde tu quiseres,
só preciso que não me deixes sozinho…
de resto estou aos teus pés!
Entrego-me a ti e viajo para a ilha da paixão…onde o sonho se quebra…
e torna-se uma certeza,
não uma ilusão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Comments (

1

)

  1. Anónimo

    ola :)aqui estou eu a espreitar o teu cantinho poetico pa t conhecer interiormente!!!simplesmente adorei tds os poemas q li!!inclusivé m identifico cm alguns!es brilhante, fiquei sem palavras nalguns principalment nos romanticos!!o maior defeito das pessoas e nao pensarem cmo tu, nao serem sensiveis nem dedicarem tempo a pensar em certas questoes chamadas \”futeis\” ms q têm mta importancia!!!cntinua a escrever q eu vou passando por cá!!fiquei completament tua fã :Pbjinho***