Poema de bolso

Arritmia oxímoro oxidado

Escombros repletos de sucessos

Ou malabarismos de retrocessos

O tempo mirado com desalento

Ou a ternura fria a qualquer altura do dia

O recobro acicatado

A denúncia proliferada

Pérfida e indevida

Motor propulsor de injúria

Como o torpor de uma espingarda

Um código de repouso

Para pousar a arma

Ou alvoroço causado pela fama

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Comments (

0

)