ENTRAVE REFLEXIVO

Trai-me-o vendaval
nas medusas desprovidas
de veneno, o suco letal
emprego devastado,

Não tenho sentido, nem voz
nem grito, um eco surdo
um outro em que me habito

as frases flutuam nos adverbiais
litúrgicos com sucessivas convulsões
nominais, nomeio-te na esfera celeste
que me acorda…

o tal feixe de luz acusativo
das saudades que de um umbigo
faço-te querer crente, metareflexivo.