Um, Uma, O, A…

Uma revolta silenciosa
O fruto proibido
Um noite horrorosa
O súbito ruído
Um toque cego
A verdade crua
Um alto ego
A realidade nua
Um desacato pacato
Uma mórbida realidade
O coração chato
A sublime crueldade.