Perdido

Estou sozinho amargurado,

preso, secretamente encurralado.

na caverna profunda,

que me mantém gelado,

Vou olhando para cima

e vejo o céu cinzento

triste e só,

Subo bem alto,

mas depressa caío,

o muro é tão alto,

que já penso ficar aqui isolado,

para todo o sempre!

Estou perdido,

Estou contido,

Secamente amargurado,

pela mágoa sólida e fria,

que derrete o meu coração morno,

vou cantando silenciosamente,

uma canção que me faz chorar,

penso em ti

e desvio a atenção,

para alguêm que fechou o alçapão,

e deixou-me aqui,

sem luz,

sem esperança,

nem vida.